por Tody Macedo

love-me-love-me-say-that-you-love-me

Ama-me com gota de pó de um pouco de amor que nos restou.
Abraça-me com braços largos, de laços de um nó que não sobrou.
Sinta-me em desejos de afagos que envolve feito cipó que não quebrou.

Ama-me sem mais delongas,

Tenho pressa nos olhos teus.
Tenho presa a voz nos lábios meus.

Essa distância sobre nós não ponha;
Deixe de vergonha, vem pra cá,
Num pouco de café, num aconchego e cafuné
Essa lonjura de dois é de odiá.
Traz esse corpo pra junto, já

Para amar-me em medidas de conta-gotas 
Nos copos dos sonhos que ainda não se sonhou.