por Tody Macedo

Eu não quero uma presença que me arranque da cama ou que me faça despencar das nuvens quando sonho…

Eu não quero uma presença cheia de “não me toque” e nem precisa tocar meus ouvidos com sua voz…

Eu não quero que afague minha pele, nem me faça subir em montanha…

 

Onde está o toque real, que mesmo pelo pensamento, me tira a base e mesmo sem dar pinta quase sufoca em uma palavra.

É o toque sutil, que tira o ar, o sono… tira o véu num beijo, num arrepio

Presença calma que estressa os órgãos, me deixa elétrico e bobo,

Tolo ao pensar que sem essa presença existirá só a morbidez…