por Tody Macedo

Eu garimpo música, sonhos e solidão

Procuro farpas de poesia

Encontro imensidão

Já encontrei cacos de vidro enterrados

Já encontrei porcelana quebrada pelo chão

Cacei borboletas de mãos vazias

Ofereci mãos vazias, cheias de coração

Já cansei, sofri, escorri feito lágrimas

Mas reergui esquecendo o ‘não’

Agora é o ‘sim’ que digo a mim

Pra alçar voos feito bolas de sabão