por Tody Macedo

Penso que está na hora de acabar com a ficção.

No filme da vida é melhor o drama da vida privada

Que mal acabada vai se construindo nos passos,

Talvez lentos ou tortos,

Mas tijolo a tijolo a realidade nua e crua vai se concretizando sem inventar histórias,

Sem ter expectativas utópicas.

Sim, a realidade improvisada, bem criada, sofrida,

Na dor e na alegria, na saúde e na doença ainda é a melhor pedida.

A seleção haverá se houver a distinção

Dessa segunda dimensão em que muitos seres pairam,

Da realidade tão cruel que nos entorpece com os fatos.

Separar o real do abstrato, o sonho do fato, o pensamento do tato.

E o que pode-se ver é que ao criar ilusões, quem cria cai nela como uma cilada.

Porque é nisso que consiste as ilusões: deturpar o que se vê em prol do que se quer conquistar.

O ser não foi criado pra ilusão. A criação foi feita pra mesmo que na alma, que é abstrata, viva a essência do ser, que em plena satisfação, venha concretizar no real o pleno gozo de vida.