por Tody Macedo

O desenho desse sol é riso, é o verso que eu preciso para aquecer a minha canção.

É um brilho preciso feito flecha no âmago da alma, mecha de arco-íris inflama e acalma.

Ah, esse desenho que traduz o indeciso e eu friso a linha fraca tornando conciso.

Da dó de rabiscar o sol e o riso, esborrachar ou borrar linhas sutis,

Pois é ré-miniscente amarrado e com fusa.

Mi encanta, mi faça, mi caça fá-lan-do lento acordando o sol que si faz cinza lá atrás do monte.

Da dó do sol, pois lá si faz ré-canto e nele mi ré-fugio até encontrar sorriso em linhas e versos de canção.