por Tody Macedo

 

Se eu pudesse deixaria o vento tomar conta desse brilho… 

Pediria para o outono tomar conta pra mim

E na matiz do oeste, misturar-me na sua cor…

Inebriar-me com o sabor do teu suor…

Coração parado em nuance, sem frescor 

Me tire da terra, do pó… bailado de brisa cadente…

Uma fotografia vermelha, sorriso eminente…