por Tody Macedo

Tenho minha casa que é pequena feito bola de algodão

Tenho meu quintal que não cabe em minha mão

Pela fresta da janela vejo quão distante se faz o quinhão

O brisa leva os pensamentos, me deixa entre o sim e o não


É pela porta que a luz encandeante vai entrar

Toma conta dos espaços no coração a iluminar

E sem destino a uma viagem vem me arrastar

Chamando a fazer morada e nos braços pousar