por Tody Macedo

Não vou esperar o sol se por

Nem vou esperar ele levar consigo minha dor

Minhas lembranças não foram tatuadas pelo vento

Mas sei que estão marcadas por meu intento

Corro risco

Corro de você amor

É um perigo que esquivo de minh’alma

Perigo eminente queimado com os últimos raios

Que a lua traga alivio ao corte

Se faça forte ínfimo olhar