por Tody Macedo

me tira o ar
me rouba um pedaço
seja de vida, de força ou de um momento esperado
estou mudo, inerte, parado
com suas palavras
que me jogaram contra a parede
mas que me embalaram como quando eu dormia na rede
ninando-me, 
e depois me acordando por causa da sede
não deixe o copo pela metade
meio cheio, meio vazio – não da mais
solte a louca na poesia desses braços ais