por Tody Macedo

Quero um ponto de partida pra me perder no meio do espaço

Quero um nó de linha escondida que me segure no caminho vasto

Deixe-me livre, preso pelo olhar

Deixe-me preso, livre a voar

Nos sonhos insensatos nesses olhos tais

Tire meu sangue a torpor minha’alma jaz

Busco um cais que seja seguro

Promessas, amor, fidelidade não juro

A desenhar eu convenço uma estrela

Essência tatuada no meu corpo  faço tê-la