Por Tody Macedo

 

Pra expressar o que sinto

Nunca será de forma transcendente

A ponto de que tenha que advinhar.

Por isso quero dizer que te amo

Sem demoras, sem delongas

Sem fórmulas prontas.

Porque as minhas equações

São feitas de sangue

São das minhas pulsações

Do meu peito que arde

E não sei mais se bate.

Mas aqui corre feito água em corredeiras,

É pingo de chuva que cai feito cachoeira.

Lava a alma,

Nutre a terra,

Faz nascer, florescer

Brotar de forma eterna.

O que de mim terás

Não escondido,

Não desgoverna,

Mas pra saber

Será uma névoa sempiterna.