Por Tody Macedo

Tudo é assim tão fácil!… Pelo menos parece.

Olho tudo e ao mesmo tempo não vejo nada

Meus dedos correm e calejam na corada bamba

Da vida que desafinada está pelos sofridos dedos

Que de tanto correr, não saiu do lugar

Aparece sempre nas mesmas casas

E nos mesmos contrastes, envolvem os trastes

Melodiando o corpo que me envolve com seus laços

Com sua melodia faz soar o choro como um eco

E no eco não vejo o dó da dor

Restando a mim fazer solos de lampejo simples

Buscando o consolo nas doces melodias

Que o vento traz.

Anúncios