por Tody Macedo

Noite escura e sombria.

Mil vidas a vagar pelo mundo.

As mentes planejam os projetos e os inocentes sofrem nas masmorras.

O deus Baco comanda o que vai acontecer: bebedeira.

Puro rum para piratas vadios.

Uma garrafa de rum para cada gota de sangue jorrado do idiota que acha que é homem ao brigar com qualquer um.

Uma garrafa de rum para esquecer o que não há de inesperado no amanhecer.

E embalados por cantos de pura embriaguês, belas damas os seduzem, enfeitiçam com seus olhares ternos e os conquistam com seus beijos singelos…