Por Tody Macedo

Não é o belo naquilo que é óbvio

A mágica do ser está nas sensações do insensato

Nas armadilhas do abstrato

No escuro da sala

No retrato da vida em cena

Mágica que quebra conceitos

Abre a alma e aperta o peito

Faz sentir homem

Faz ser mulher

Na mágica da vida

Cena curta – capítulo privado

Amantes autores de derradeiro armado

Circo, picadeiro, palhaço

Enceno a vida não no que é óbvio,

Mas na realidade do meu abstrato

Tentando não um ser vago

Mas completo com suas linhas e formas

As cores brotam feito luz

Fetiche redundante

Abundante de energia

Jorra do trapézio feito sonho

Se não pulo, se não faço

Me jogo em seu insensato braço