Por Tody Macedo

Com você me envolvo sem perfume

Com calor sem ardume

Me perco em seus passos

Na cor do seu laço repouso

Me atiro

Me quebro

Me parto e rebato

Finjo e não nego

Sincero quando quero

Te mato

Me mordo em ciúmes

Não calo

Me lanço

E te laço num remanso regaço

Do braço trêmulo e calmo

Num toque da lua nova

Da nua rosa sem perfume envolve

Sem perfume, sem frescura

Despida a alma pura

Te vejo e te caço

Sem perder as entrelinhas

Da vida alheia queima

No fogão a lenha em chamas encandeia

Te sinto e te faço

Confusa e em pedaços

Pétala sem flor

Te busco e te encaixo

Junto com o que restou