Por Tody Macedo

Ainda que eu não encontre palavras

Ainda que não veja o horizonte

Posso tentar fingir sentimentos

E convencer você que o que eu sei é o certo

Meus olhos não enxergam mais como os seus

Nem a minha ingenuidade é infantil

Em mim não há uma criança pura

Busco a beleza desta terra

E ainda que eu não encontre palavras

Vou viajar  o mais profundo da floresta

Mergulhar no mais negro dos lagos

E se você quiser, só uma vez vou te mostrar

Sem palavras que não convencem

O mais longínquo de mim