Por Tody Macedo

Um jogo da vida , ver a chuva cair.

Lá de fora só tenho o som.

Uma estúpida melodia envolvente que refresca meu corpo e meu olhar.

Um estúpido monólogo de folhas caindo ao chão.

Um jogo de amor não me permitindo amar.

Um jogo de silêncio me deixando surdo com as palavras.

Eu sopro mais uma nota.

Eu sopro mais uma nuvem.

Eu colho mais uma rosa de papel em meio as estrelas.

Amanhã verei com novos olhos, porque eles são de ontem…