Por Tody Macedo
Passeio na montanha 08/08/2010

Eu sei que os raios não me alcançam mais, por isso decidi fechar os olhos.

Não quero queimar a minha retina com o que restou.

Não quero queimar-me ao sol,

Não quero fugir nem fingir que o horizonte te esconde.

Não quero fingir que como o horizonte tu estás distante.

Distante ao lado do coração,

Distante no pulsar dos segundos finais do dia,

Distante como o ultimo fio de luz.

Não quero queimar meus lábios com seu sabor que finda,

Com um perfume que me empalidece,

Com o brilho de uma lágrima que desce

Junto com o fim do dia.